Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

20
Set18

Depilação elétrica em Lisboa

Mónica Lice

IMG_8233.jpg

 

Recentemente, publiquei um post no Instagram (para quem ainda não me segue, é fazê-lo em @monicalice) sobre o facto de ter reencontrado a pessoa que me fazia depilação elétrica antes de engravidar.

 

E, como várias pessoas me fizeram perguntas sobre esta técnica depilatória, achei por bem condensar as dúvidas e as respostas num único post, para ajudar todas as interessadas.

 

Antes das mesmas, um parêntesis, para falar da Gália. A Gália era a pessoa que cuidava dos meus pelos na Hedonai. Quando engravidei da Laura, suspendi os tratamentos e, agora, com a Emília com mais de um ano, decidi que estava na altura de os retomar. 

 

Infelizmente, percebi que a Hedonai (que funcionava no El Corte Inglés) tinha fechado e, por isso, andei uns tempos sem saber muito o que fazer. Foi nessa altura que me disseram que a Gália estava agora a trabalhar na Bendita Unha, bem ao lado do El Corte Inglés e em boa hora o fizeram!

 

A Gália percebe mesmo do assunto e basta trocar meia dúzia de palavras com ela para perceber a paixão (e a paciência) que emprega este trabalho - sim, porque para lidar com centenas de pelos, é mesmo necessário ser paciente!

 

Fechado o parêntesis, aqui ficam as dúvidas e as respostas:

 

Como funciona a depilação elétrica (também conhecida por eletrólise)?

A depilação elétrica é feita pelo a pelo, através de uma agulha muito fina (tão fina quanto a espessura dos pelos). Essa agulha é introduzida no bolbo capilar de cada pelo, fazendo uma descarga elétrica suave, com o intuito de o coagular - evitando, desta forma, que volte a nascer. Essa coagulação é progressiva, mas, muitas vezes, e dependendo do pelo, é conseguida logo no primeiro tratamento.

Curiosamente, esta técnica é já antiga (foi descoberta há mais de 100 anos nos Estados Unidos da América), e pouca gente sabe que é a única técnica aprovada pela FDA (US Food and Drug Administration) para a eliminação definitiva do pelo.

 

Em que casos é recomendada?

A depilação elétrica é recomendada para atacar qualquer tipo de pelo, mas sobretudo aquele que a depilação a laser não consegue tratar ou não é, sequer, recomendável que trate: pelos muito claros, pelos em peles escuras, pelos de origem hormonal, pelos em áreas reduzidas ou em áreas onde não se pretende estimular a sua produção: como a zona do mento, o rosto, peito ou queixo.

 

Quais os seus inconvenientes?

Como é feita pelo a pelo, demora algum tempo até se conseguir tratar toda a área - sobretudo se esta for extensa. Mas acaba por ser muito mais eficaz do que o laser, por exemplo, pelo que o tempo gasto para conseguir atacar todos os pelos é compensado pelo facto de não ser necessário repetir tratamentos após tratamentos.

Para além disso, e para algumas pessoas, pode ser um pouco doloroso - no entanto, e falando em nome pessoal, não acho que doa muito - sinto leves picadinhas, cuja dor logo desaparece, pelo que considero o laser (que já fiz nas pernas) bem mais doloroso.

 

Se tiverem mais alguma questão, é só deixar nos comentários. Como escrevi no Instagram, este método depilatório veio mesmo mudar a minha vida e foi a única solução eficaz para os pelos de origem hormonal, que ainda na adolescência, atingiram a minha zona do mento.

 

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

1 comentário

Comentar post

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D