Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

19
Abr17

A escolha do carrinho de bebé

Mónica Lice

 

maxi.jpg

 

Lembro-me da intensa busca que fiz há dois anos atrás, em busca do carrinho de bebé perfeito. E não foi fácil encontrar "o tal".

 

A oferta é imensa e a informação que circula sobre carrinhos também. Queremos segurança, queremos conforto para o bebé, queremos um carro fácil de abrir e de fechar, nada demasiado pesado, mas robusto o suficiente para aguentar calçada e outros obstáculos sem tremer muito. Ah, e se possível, um carrinho bonito também!

 

Na altura, entre fóruns e amigas, fiz um levantamento de várias hipóteses e fui excluindo outras tantas. O design acabou por pesar também na escolha - bem como a sua praticidade e o facto de nele ser possível encaixar o ovinho que já tínhamos.

 

Assim, chegámos ao Quinny Moodd. Não é propriamente um carro leve, mas fique fascinada pela facilidade com que abre e fecha (sozinha não tenho qualquer dificuldade em fazê-lo). Para além disso, é super estável, graças à suspensão nas rodas, que absorve os choques. Tem ainda um assento reclinável com 2 posições, sendo compatível com as cadeiras da Bébé Confort e da Maxi-Cosi.

 

Recentemente, e já depois de grávida, conheci a nova coleção desenhada para a Quinny por Rachel Zoe. A base é na mesma o carrinho Mood, mas com detalhes que o tornam muito especial: pormenores em pele e dourado, que complementam o clássico preto & branco, tornando o modelo final muito bonito.

 

Segundo me informaram, este modelo já chegou a Portugal, e, para além de lindo, vem com todos os acessórios necessários: um saco térmico, uma alcofa dobrável, uma cadeira-auto e um saco muda-fraldas (que parece tudo menos um saco muda-fraldas). Ficam as imagens deste modelo tão especial...

 

maxi1.jpg

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

17
Abr17

29 semanas

Mónica Lice

29semanas6.jpg

 

E, sem dar por isso, chegamos ao terceiro trimestre. Nesta gravidez, o tempo tem voado, literalmente. O facto de ter uma bebé de 21 meses, que me consome muito tempo e atenção, a isso o determina. Mas bastam alguns minutos de atenção à barriguinha, sempre que posso, para sentir a baby E. mexer, dar-lhe mimo e falar com ela.

 

Ao contrário da primeira gravidez, nesta não tenho conseguido fazer exercício físico. Faço caminhadas, quase diárias, embora também esteja a tentar ter um ritmo de vida mais calmo, de modo a que a gravidez prossiga de forma serena e sem sobressaltos.

 

Nos próximos tempos, tenho que tratar do enxoval - lavar o que era da Laura e ficou guardado, preparar o berço e adquirir algumas coisas que são necessárias, incluindo as roupinhas para os primeiros dias.

 

Até lá, entre trabalho e filhota, vou aproveitando para descansar, sempre que possível, aproveitando algumas escapadelas "cá dentro" para espairecer. Nesta Páscoa, foi isso mesmo que fizemos, entre família e no meio do campo - altura mais que perfeita para captar estas imagens, que marcam o domingo de Páscoa e a chegada às 29 semanas.

 

29semanas4.jpg

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

06
Abr17

Amamentação - 12 dicas úteis

Mónica Lice

Captura de ecrã - 2017-04-06, 10.07.11.png

A modelo Caroline Trentini com o filho de 4 meses na Vogue Brasil de setembro de 2016.

 

Recentemente, fui convidada a participar num workshop organizado pela Medela, em tom de conversa bem descontraída, sobre um tema que me interessa bastante: a amamentação.

 

Como já escrevi por aqui, amamentei a Laura durante quase um ano, e gostaria muito de repetir a experiência com a Emília. As vantagens do leite materno são imensas e não vale a pena enumerá-las por aqui: desde as que atingem diretamente o bebé, até às afectivas e que atingem a saúde e bem-estar da mãe.

 

E eu, apesar de já ir para a segunda experiência de maternidade, e ter passado pela primeira com sucesso no que toca à amamentação, confesso que acabei por aprender coisas novas neste workshop. Efetivamente, a informação acaba por ser sempre a melhor aliada, a este nível, e, por isso, decidi compilar por aqui algumas das principais dicas que aprendi ou revi por lá. Espero que vos sejam úteis...

 

1. A melhor preparação para a amamentação é uma boa informação.

Se é mãe de primeira viagem, procure informar-se bastante sobre este tema, em aulas de preparação para o parto, workshops ou livros. E envolva o pai nesta aprendizagem - ele não irá amamentar, mas acompanhará o processo e poderá ajudar, se for necessário.

No meu caso, valeram-me as aulas de preparação para o parto, que fiz no Centro do Bébé, o workshop com a Constança integrado nesta preparação, e o seu primeiro livro - Os bebés também querem dormir. Aconselho a todas as amigas grávidas a leitura deste livro, que me ajudou imenso nos primeiros tempos. 

 

2. Tenha consciência de que o seu corpo se vai preparando, ao longo da gravidez, para a experiência da amamentação.

Se olhar com atenção para as mudanças no seu corpo verá, com toda a certeza, vários sinais de que o mesmo se está a preparar para a amamentação. Desde as mamas a aumentar, os mamilos a ficarem mais escuros (para o bebé os sinalizar mais rapidamente) até à linha que muitas vezes se forma na barriga (linea nigra) que serve para o bebé conseguir percorrer o trajeto até às mamas, tudo se encaminha para que possam amamentar, naturalmente, e sem dificuldades.

 

3. Não descure da importância das hormonas no processo de amamentação.

As duas hormonas mais importantes, a ter em conta, são a prolactina, que estimula a produção de leite no tecido glandular e a oxitocina, que é talvez das que mais se fala, quando se trata da amamentação.

E porquê? Porque é a oxitocina que provoca a contração dos músculos mais finos, permitindo que o leite flua e se liberte, dos ductos até ao mamilo.

A oxitocina é, não apenas muito importante, como também muito sensível. Para ter uma ideia, o stress inibe a produção de oxitocina, pelo que uma mamã stressada terá muito mais dificuldades em dar de mamar do que uma mãe descontraída.

Assim, tente estar sempre super tranquila, peça ao pai para lhe fazer festinhas na cabeça, pense em tudo o que seja agradável e bom, de modo a afastar o stress, deixando o leite fluir.

 

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

05
Abr17

#MãesReais

Mónica Lice

Mãe de uma menina linda de 20 meses, caminho em direção a mais uma experiência de maternidade que, se tudo correr como previsto, acontecerá logo no início de julho. Com 36 anos, tenho a sorte de trabalhar em casa e de conseguir gerir o meu tempo como acho que é o melhor para a família e para mim.

 

Entrei numa idade em que, preservando muito o meu trabalho, decidi pôr a família em primeiro lugar e dar a atenção devida a esta vocação e à experiência linda que é ser mãe.

 

Optei, desde há algum tempo, por educar a Laura em casa até, se possível, aos três anos de idade. Não é fácil, confesso, e cada dia é um desafio. Ter o escritório em casa e dividir o meu tempo entre dar-lhe a atenção devida, trabalhar e conseguir fazer algumas tarefas domésticas (básicas) nem sempre é pacífico. Mas acredito que vale a pena e isso faz toda a diferença!

 

Decidi ter outro filho com pouco intervalo de diferença da minha primeira filha, por achar que era o melhor para todos - para elas - e para nós que, apesar de todo o esforço e trabalho, vamos tentar dar o nosso melhor para que tudo corra sobre rodas, em prol da felicidade delas e, claro, da nossa.

 

Tento ser a melhor mãe possível, mas sei que não sou perfeita. Não sei se a perfeição existe, mas eu tento dar o melhor de mim, sendo a melhor mãe que consigo. E isso deixa-me descansada e feliz.

 

Por isso, não me podia identificar mais com o mote da nova marca de cuidados de bebé, que acaba de chegar a Portugal: Baby Dove. A mesma vem reforçar aquilo em que acredito: “Acreditamos que não existem mães perfeitas, apenas mães reais”, e são essas mães reais, como eu e como muitas de vós, que me leem, que tentam, a cada dia, fazer mais e melhor pelas suas crias.

 

dove1.jpg

 

dove2.jpg

 

dove5.jpg

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D