Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

17
Mai17

Fatos de banho para cada tipo de corpo

Mónica Lice

fdb.jpg

Fato de banho e viseira C&A.

 

Com a chegada do calor e o verão cada vez mais próximo, chegam também as primeiras idas à praia e a típica corrida aos biquínis e fatos de banho.

 

Não há como negar - a roupa de praia é aquela que mais companhia nos faz em tempo de praia e de férias. É, por isso, que devemos escolher com atenção e cuidado os biquínis e fatos de banho, privilegiando os modelos mais adequados ao nosso tipo de corpo, de modo a favorecê-lo, em vez de chamar a atenção para alguma zona mais problemática que possa existir.

 

Uma vez escolhido o modelo ideal, só tem que aproveitar o calor e a praia, e, de forma segura, cómoda e confiante, poderá divertir-se ao máximo!

 

Para ajudar, aqui ficam algumas dicas e sugestões de modelos, todos da C&A, cuja coleção também conta com tamanhos grandes e modelos para grávidas...

 

Barriga saliente

À partida, os fatos de banho ou os tankinis são sempre a opção mais segura para quem tem barriga saliente e não se sente confiante em expor esta parte do seu corpo. E não há dúvida de que os fatos de banho continuam na moda, sendo uma das peças mais trendy que podemos usar na praia.

No entanto, quem gosta muito de biquínis, pode, sem medos, arriscar em modelos cuja cueca seja um pouco mais subida, aconchegando e disfarçando a barriga. Neste caso, aposte num material com alguma firmeza (há muitos modelos com forros reforçados, especificamente concebidos para disfarçar a barriga).

Em termos de cores e padrões, os tons mais escuros, os estampados miúdos ou que não sejam uniformes, fazendo o olhar circular, são a melhor opção. Se tiver faixas laterais mais escuras tanto melhor, porque dão a sensação visual de que é mais magra.

Captura de ecrã - 2017-05-09, 14.54.40.png

Todos os modelos são C&A.

 

Peito grande

Quando se tem peito grande pode-se fazer uma de duas coisas - ou escolher um modelo que valorize o tipo de peito, dê conforto e o apoio necessário ou preferir, antes, um modelo que disfarce ligeiramente o volume, fazendo-o parecer mais pequeno do que é na realidade.

Qualquer que seja o objetivo, o soutien a escolher deve ter alças largas e, preferencialmente, um suporte abaixo do peito, para garantir o apoio necessário ao mesmo.

Decotes em V ou então modelos com o formato balconnet, em que as copas não deverão ter enchimento, são das melhores apostas.

Quando o objetivo é disfarçar, os tons mais escuros ou os estampados miúdos são apostas seguras, devendo-se evitar tudo o que seja grande, já que, visualmente, dará a sensação de um maior volume.

Captura de ecrã - 2017-05-09, 15.10.04.png

Todos os modelos são C&A.

 

Peito pequeno

Pode e deve apostar em biquínis com copas acolchoadas, alças finas, detalhes que aumentem visualmente o volume - como pedras, franzidos, lantejoulas ou drapeados.

Por outro lado, os soutiens estilo "bandeau", triângulo ou com gola halter ajudam a realçar o decote.

No que diz respeito às cores, privilegie os tons mais claros, bem com os estampados grandes. Se encontrar um modelo que aperte no peito (com nó ou fecho, por exemplo), para um efeito push-up, tanto melhor!

 

Captura de ecrã - 2017-05-09, 15.30.00.png

Todos os modelos são C&A.

 

Ancas largas

Se não quiser apostar em fatos de banho, escolha biquínis cujo destaque esteja na parte do soutien, de modo a chamar a atenção para o peito, disfarçando a zona das ancas.

As cuecas devem ser sempre do seu tamanho real, mesmo que isso signifique que use uma parte de cima de tamanho diverso.

As laterais das cuecas devem ser mais largas e o modelo deve ser, preferencialmente, de um tom escuro e de uma única cor (pode também ter riscas, mas na vertical).

Captura de ecrã - 2017-05-09, 15.34.48.png

Todos os modelos são C&A.

 

Ancas estreitas

Tudo o que dê volume a esta zona é mais do que bem-vindo - vale, por isso, a pena apostar em cuecas com atilhos nas laterais, com riscas na horizontal, com prints grandes ou outros detalhes.

Captura de ecrã - 2017-05-09, 15.39.45.png

Todos os modelos são C&A.

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

24
Abr17

12 erros de moda, segundo Inès de la Fressange

Mónica Lice

Captura de ecrã - 2017-04-23, 20.12.03.png

 

Inès de la Fressange é, na minha opinião, uma das mulheres, francesas e não só, com mais estilo da atualidade. Por isso mesmo, e sendo eu fã da ex-modelo, acompanho com curiosidade os livros que vai lançando, e que me fazem aprender sempre mais, quer sobre estilo, quer sobre as preferências das parisienses.

 

No último livro que lançou - Comment je m'habille aujourd´hui - faz um apanhado dos principais erros de moda que são cometidos. Aqui ficam alguns deles...

 

1. Leggings.

A não ser que se tenha menos de 11 anos ou se ande na dança, é raro os leggings favorecerem alguém. A serem usados, devem fazer-se acompanhar sempre com uma camisola longa, em malha grossa.

 

2. A mala de marca falsa.

Segundo Inès, mais vale andar com um "sincero" saco de algodão do que com uma mala de marca falsa, produzida sabe-se lá em que condições e de qualidade duvidosa...

 

3. As bermudas compridas com bolsos de lado.

Podem ficar bem aos homens mais aventureiros, mas estão longe de favorecer as mulheres.

 

4. Ténis compensados.

Por muito que estejam na moda, dão a sensação de pés pesados, não favorecendo mesmo quem tem as pernas mais finas.

 

5. Pele ou pêlo dos pés à cabeça.

 

6. Soutiens com alças transparentes.

As alças transparentes estão longe de ser bonitas, mais valendo apostar nos modelos sem alças ou deixar transparecer as alças do mesmo, de forma sensual.

 

7. A acumulação de jóias no mesmo look.

Em matérias de jóias, podemos apostar na acumulação, mas sempre numa só parte: por exemplo, várias pulseiras ou vários colares, sobrepostos.

 

8. Collants cor de pele.

Inès aconselha a usar apenas collants pretas. As outras, por muito transparentes que gostaríamos que fossem, notam-se sempre.

 

9. Mostrar demasiada pele.

Uma coisa é usar um top mais curto ou uma minissaia mais ousada. Tudo junto num único look está longe de ser uma boa ideia.

 

10. Calças de cintura muito baixa.

Estão longe de ser favorecedoras e quase de certeza que vão mostrar a roupa interior...

 

11. Mom jeans.

Para Inès, não é aconselhável seguir de forma cega as tendências e o regresso deste género de calças de ganga é, sem dúvida, uma tendência. O que se passa é que as mesmas estão longe de favorecer todos os tipos de corpo, pelo que devem ser evitadas.

 

12. Misturar riscas.

Pode ficar lindo num editorial de moda, mas, na vida real, misturar várias riscas em diferentes peças, no mesmo look, não favorece muito a silhueta feminina.

 

Imagem via fashionfollower.com.

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

18
Abr17

Escolher o soutien certo em 10 dicas

Mónica Lice

Captura de ecrã - 2017-04-17, 19.27.37.png

 

É possível que tenha a gaveta da lingerie cheia de soutiens - mas quais desses são aqueles que verdadeiramente lhe servem e assentam bem? Muito poucos, provavelmente...

 

Por isso, é hora de fazer uma arrumação/limpeza a essa gaveta, pondo fora o que efetivamente não usa por não lhe servir (ou por estar velho, danificado ou não combinar consigo).

 

Para ajudar, deixo-lhe algumas dicas que podem ajudar a escolher o soutien certo para si, percebendo quais os que não lhe assentam bem...

 

1. Para começar, deve saber qual o seu tamanho certo e copa mais adequada. Para o determinar, deve ter sempre em linha de conta duas medidas e um cálculo específico, que eu passo a explicar:

 

1.º Medida do perímetro abaixo do peito, que nos indica já o tamanho em centímetros, do soutien. Por exemplo, se medir 92 cm, isso corresponde a um soutien 90 (tamanho europeu), que é um 40, em tamanho português.

 

2.º Medida sobre o ponto mais largo peito. Por hipótese, 104 cm.
 
3.º Cálculo da diferença entre a medida do contorno do peito e a medida do perímetro abaixo do peito que nos vai indicar a copa. Assim, 104 - 92 = 12 cm, que é o equivalente a uma copa A (a mais pequena). Quanto maior a diferença, maior a copa!
Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

13
Abr17

Vestidos para cada tipo de corpo com a C&A

Mónica Lice

Um dos segredos para vestir bem passa por conhecer o nosso tipo de corpo e por perceber qual o género de roupa que melhor lhe assenta.

 

Claro que as regras de imagem valem o que valem e é fundamental experimentar sempre e ver como nos sentimos com cada peça. Mas partir de certas regras acaba por ajudar bastante, quando se trata de procurar a peça ideal para nós, o nosso estilo e tipo de corpo.

 

Se tem dúvidas, neste campo, deixo-lhe com algumas dicas, que podem ajudar. E foquei-me nos vestidos - a peça, por excelência da primavera e do verão, e a mais procurada para cerimónias mais festivas, como os casamentos.

 

Para o fazer, tive por base a nova coleção da C&A, que está repleta de vestidos, ideais para várias ocasiões, das mais formais às mais descontraídas, e adaptados a todas as silhuetas e tamanhos. Por isso mesmo, todos os vestidos que mostro nos exemplos podem ser encontrados numa loja C&A perto de si.

 

Ampulheta

Quando há total harmonia entre a linha formada pelos ombros e a linha formada pelas ancas, de tal forma que o corpo parece uma ampulheta.

 

Qual o melhor vestido para a mulher ampulheta?

Para ampulhetas menores ou retas, qualquer tipo de vestido tende a funcionar, já que todas as linhas estão harmoniosas. No entanto, é sempre boa ideia apostar em modelos de corte direito, que evidenciem a cintura e valorizem o corpo.

Para além disso, uma ampulheta menor pode apostar em estampados marcantes e volumosos, sem qualquer problema.

Já as ampulhetas maiores tendem a resultar melhor com vestidos envelope ou de corte evasé, que acompanhem as curvas, valorizando-as. As cores mais escuras e os estampados menores são apostas seguras, quando se trata de escolher modelos que adelgacem.

Captura de ecrã - 2017-04-11, 19.33.55.png

Triângulo ou pera

Nestes tipos de corpo, a anca costuma ser mais larga que a região do tronco, formando visualmente um triângulo

 

Qual o melhor vestido para o corpo triângulo?

Como o objetivo deve ser chamar a atenção para a parte de cima do corpo, disfarçando a parte debaixo e o volume que se acumula nesta área, é boa ideia escolher vestidos que tenham detalhes na zona do tronco - sejam eles folhos, pedraria, decotes chamativos, laços ou laçadas, mangas volumosas, entre outros.

A parte debaixo deve ser mais fluída e isenta de detalhes, de modo a não marcar a anca, chamando a atenção para a mesma ou para a barriga saliente, caso esta exista.

Riscas na vertical ou tudo o que crie linhas verticais, sobretudo no centro do vestido, são bem-vindas, por criar a sensação de que o corpo é mais mais magro e esguio.

Captura de ecrã - 2017-04-11, 20.10.58.png

Triângulo invertido

Neste caso, os ombros são mais largos que a região da anca, formando visualmente um triângulo invertido.

 

Qual o melhor vestido para o corpo triângulo invertido?

Neste caso, vestidos com linhas direitas, de corte tubo, por exemplo, sem grandes detalhes, tendem a funcionar melhor. Os detalhes, a existir, devem estar sempre abaixo da linha da cintura ou no centro, para desviar as atenções dos ombros.

 

Captura de ecrã - 2017-04-11, 22.53.58.png

 

 

Retângulo

Existem dois tipos de corpo retângulo - a "coluna fina", por um lado, que não é mais do que um retângulo mais estreito e o retângulo propriamente dito, mais largo. Em ambos os casos, a cintura pouco definida acaba por ser a principal característica a ter em conta.

 

Qual o melhor vestido para o corpo retângulo?

Para este tipo de corpo, o mais aconselhável são vestidos de linhas direitas, ligeiramente cintados, de modo a dar a sensação de cintura, mesmo quando esta não exista.

 

Captura de ecrã - 2017-04-12, 00.10.31.png

 

Maçã

Com linhas arredondadas, o corpo maçã apresenta normalmente uma linha de cintura maior que a linha dos ombros ou a linha da anca.

 

Qual o melhor vestido para o corpo maçã?

Como o objetivo é não evidenciar a cintura, os vestidos trapézio acabam por ser uma boa solução, porque escondem a barriguinha saliente. Outra hipótese passa pelos vestidos-envelope, que criam a ilusão de uma cintura mais estreita, acabando por favorecer o visual.

Captura de ecrã - 2017-04-12, 00.17.05.png

 

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D