Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

14
Dez17

Beleza que se vê e que se sente

Mónica Lice

we.jpg

 

Há quem diga que fiquei mais bonita desde que fui mãe. Não sei se é verdade ou não, até porque o corpo dos 37 anos já não é o mesmo dos 27, a barriga, que já teve por duas vezes um volume equivalente a uma melancia lá dentro, não pode, naturalmente, ser a mesma, e as estrias, que a gravidez da Emília me deu, estão cá para me lembrar que algo mudou. Isto para já não falar dos cabelos brancos que teimam em aparecer...

 

Mas a verdade é que, também cá dentro, algo mudou. As minhas filhas estão cá para me chamar à terra, para me fazer perceber o que realmente importa e para me lembrar que, não obstante toda a responsabilidade que ser mãe acarreta, cada dia é uma enorme bênção, que não paro de agradecer.

 

E é essa mudança interior que me faz acreditar, cada vez mais, que a beleza também vem de dentro, e que é muito mais do que o "embrulho", ainda que mais direitinho ou ligeiramente "amarrotado". Sendo muito mais do que o que se vê, à primeira vista, é tão verdadeira e, ao mesmo tempo, uma coisa tão nossa, que, por vezes, é difícil de explicar...

 

Mas, curiosamente ou talvez não, tem tudo a ver com a definição de beleza de uma das minhas marcas do coração - O Boticário - que me acompanha há MUITOS anos, que me viu antes e depois de ser mãe, e que tem acompanhado grande parte da vida deste blog e, claro, da minha vida também.

 

Para O Boticário, a beleza é muito mais do que se vê. Da mesma forma que um perfume não é apenas um cheirinho agradável, representando anos de técnica e estudo, que um creme não é apenas uma textura boa que se coloca na pele, mas, sim, um produto de excelência, que representa anos de investigação junto dos melhores profissionais da área, a beleza também se sente. Algo tão profundo como dizer que não é só sobre o estado da pele, mas sobre o estado de espírito ou que não é só sobre o batom, mas sobre o sorriso…

 

É, por isso, que não me canso de repetir que além de cuidarmos da pele e do nosso exterior, é fundamental cuidar do que está dentro - alimentar a alma! Ser feliz e fazer os outros felizes - tão simples, mas tão verdadeiro... E, depois, multiplicam-se as coisas boas: eu cuido-me e fico cheia de auto estima; quando me sinto mais bonita e mais confiante sinto-me capaz de conquistar o mundo e, quando eu me sinto assim feliz, torno mais felizes os que estão à minha volta.

 

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

04
Dez17

Make B. Barbie Edition

Mónica Lice

barbie9.jpg

 

Durante a minha infância, tive apenas uma Barbie - a "Marinheira", comprada e oferecida pela minha avó Elvina - magra e bem morena, com uma figura de fazer inveja a muita gente. E, apesar de única, tinha família - o Ken, a Skipper e os filhotes - quem se lembra?

 

Foram horas e horas a brincar com esta boneca, a trocar roupinhas e a inventar diálogos e cenários, com o seu quarto, a sala ou a cozinha - esta última, uma prenda de Natal muito especial (oferecida pela minha mãe), da qual ainda hoje me lembro com muito carinho.

 

Hoje a Barbie está diferente, mais real, e ainda bem! Da mesma forma que não somos todas altas e loiras, com cabelos brilhantes, longos e sedosos, também a Barbie encarna vários corpos, diferentes penteados e cores de pele e apela à diversidade - basta pensar na coleção Barbie Fashionistas para o perceber!

 

E foi precisamente nesta coleção que O Boticário - uma marca que se distingue pelo respeito pela diversidade - se inspirou para criar a mais recente coleção de maquilhagem Make B.

 

De edição limitada, é composta por 7 tons de batons e vernizes, bem como uma fragrância floral ambarada, para dar o toque final ao look, que se pretende especial.

 

Os batons são mate, conferem hidratação durante 24h e FPS 25/UVA+++. Já os vernizes são também de alta cobertura e secagem rápida. Quanto ao perfume Make B. Barbie Edition, junta rosas e jasmim a notas de âmbar e musk, para um resultado marcante e muito feminino.

 

barbie2.jpg

 

Fica a dica para as apaixonadas pela Barbie, como eu! E, quem sabe, a sugestão de prenda de Natal que estava à procurava para aquela pessoa especial...

 

Aqui em casa, esta Barbie para a Laura e para a Emília, e esta coleção Make B Barbie Edition, para a Mãe delas, já teve sabor de presente de Natal.

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

30
Nov17

It's Christmas time!

Mónica Lice

manas.jpg

 

O Natal, este ano, chegou mais cedo cá a casa - e trouxe-nos uma bebé fofinha e sorridente, que nos inunda a todos com o seu sorriso franco e aberto.

 

De facto, excepcionalmente, este ano, já temos a árvore de Natal montada e o presépio pensado, mas ainda não concretizado. Infelizmente, sendo a casa pequena, não há espaço para os presépios grandes da minha infância, feitos a primor, com os "pastinhos" que ia buscar ao campo.

 

Mas há espaço para este amor que cresce entre as minhas duas meninas e que, a cada dia, se vai revelando em novos gestos, sorrisos e cumplicidades.

 

A relação entre ambas, foi, desde o início, relativamente pacífica. Depois do primeiro dia, mais atribulado, em que cheguei do hospital e a Laura viu a mana pela primeira vez, já em casa (e não ficou propriamente contente com a nova inquilina), que as coisas têm corrido bem.

 

E é uma ternura ver o carinho com que a mana mais velha cuida da mais nova, da mesma forma que é enternecedor ver o sorriso de paixão da Emília sempre que vê a mana, a ouve falar ou "cantarolar".

 

Contudo, tentar fotografar as duas, não é, ainda, tarefa fácil. Mas vale cada clique, até porque as novas roupinhas para este Natal estavam mesmo a pedir uma sessão mais natalícia. São da nova coleção Brothers and Sisters da Zippy, numa edição especial de Natal, e está disponível para menina e menino. O xadrez não podia ser mais natalício e resulta super bem nesta altura do ano.

 

Ficam as fotos, para mais tarde recordar, e para tentar congelar o tempo, que teima em correr, veloz...

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

24
Nov17

Campanha McSorriso

Mónica Lice

boneca.jpg

 

Era uma vez uma menina, a Maria, que passava os dias a brincar com o seu cão Orelhas. Um dia, a Maria ficou doente, e teve que ir para um hospital longe de sua casa. Foi nessa altura que conheceu a Casa Ronald McDonald, que ficava perto do hospital e onde ficou durante o tempo do seu tratamento. A Mãe e o Pai da Maria estiveram sempre com ela, porque esta Casa era uma verdadeira “casa longe de casa”. Na Casa Ronald McDonald, a Maria conheceu o Pedro, um menino que também estava doente e que andava sempre vestido de pirata.

 

Hoje começo o post com a história da Maria e do Pedro, que podia bem ser a história de tantos e tantos meninos que, nos últimos anos, tem encontrado nas Casas Ronald McDonald "uma casa longe de casa" - um abrigo e porto seguro, para ajudar a suavizar os dias, menos felizes, pelo que estão a passar.

 

De facto, só quem vive longe dos grandes centros e tem que recorrer a eles por questões de saúde, deixando para trás casa, família, amigos e conhecidos, consegue dar valor ao trabalho e importância de espaços como as Casas Ronald McDonald.

 

Enquanto açoriana, que sabe bem o que custa ver familiares ir para o "continente", à procura dos tratamentos de saúde mais adequados, não deixo, por isso, de me emocionar ao escrever sobre Casas assim, sobre o apoio que dão, a crianças e adultos, e que não se consegue medir por palavras ou por números.

 

Para quem ainda não conhece, eu passo a apresentar: as Casas Ronald McDonald (uma em Lisboa e outra no Porto) e o Espaço Familiar Ronald McDonald (situado no Hospital Santa Maria em Lisboa), foram criados pela Fundação Infantil Ronald McDonald. Visam dar apoio a famílias deslocadas por questões de saúde, quando estas mais precisam, permitindo-lhes acompanhar de perto as suas crianças durante o período em que se encontram em tratamento hospitalar, e aí permanecendo, gratuitamente.

 

Para terem uma ideia da dimensão da ajuda que está em causa, no total, as duas Casas e o Espaço Familiar Ronald McDonald já acolheram mais de 1760 famílias em Portugal.

 

Toda a ajuda é necessária! E, para ajudar a Fundação Infantil Ronald McDonald a continuar a levar a cabo o seu trabalho de excelência, todos os restaurantes McDonald’s em Portugal, de 24 a 26 de novembro, juntam-se – na campanha McSorriso - com o objetivo de angariar fundos em prol da Fundação. Assim, durante estes três dias, por cada Menu ou McMenu Grande vendido, os restaurantes McDonald’s contribuem com 25 cêntimos para apoiar a Fundação e os seus projetos.

 

Fica a sugestão de ajuda e fica também o convite para que conheçam mais e melhor as Casas Ronald McDonald. Aqui encontram muita informação sobre as mesmas, bem como outras formas de ajuda possível.

 

Screen Shot 2017-11-20 at 15.09.32.png

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D