Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

10
Jan18

Amamentação exclusiva em livre demanda

Mónica Lice

IMG_5273 (1).JPG

 (Perdoem-me a má qualidade da foto, captada no verão, em pleno Alentejo.)

 

Os primeiros 6 meses da Emília marcaram também os 6 meses de amamentação exclusiva, em livre demanda.

 

Tal como aconteceu com a Laura, também com a Emília, desejei amamentar, pretendendo que, nos primeiros 6 meses, a alimentação se fizesse unicamente com o leite materno.

 

Honestamente, antes de ser mãe, estava convencida que seria muito complicado conseguir cumprir este objetivo. Por um lado, afligia-me pensar que teria de acordar de x em x horas (eu que sempre fui pessoa para dormir uma noite inteirinha, nas calmas).

 

 

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

06
Dez17

Vestidos de amamentação (de festa)

Mónica Lice

A Vera mandou-me muito recentemente o seguinte e-mail:

 

Recorro mais uma vez à Mónica porque fui mãe e estou amamentar e não encontro um vestido que tenha botões (por ex) que ajude na amamentação. Vem aí o Natal e a passagem de ano e uma mulher gosta sempre de se vestir de acordo com a quadra.
Aguardo as suas sugestões.
Obrigada.

 

Esta é uma questão que interessa, não apenas à Vera, mas também a mim e a todas as mulheres que estejam a amamentar (por aqui, já são 5 meses de amamentação exclusiva!). Por isso mesmo, transformei a resposta ao seu e-mail num post, de modo a poder ajudar outras leitoras.

 

Quem amamenta sabe que há roupas mais amigas da amamentação do que outras. Tratando-se de camisolas, até as de gola alta deixam de ser um problema quando as levantamos e amamentamos "por baixo".

 

Mas quando se tratam de vestidos, TUDO muda. Amamentar por baixo não é uma hipótese, sob pena de nos despirmos quase todas, pelo que é fundamental que este género de peça tenha algum tipo de abertura por cima e à frente, de modo a facilitar a alimentação do nosso bebé.

 

Excluindo as peças específicas de amamentação (nem sempre muito bonitas em termos de design), que a Vera me pediu expressamente, noutro e-mail, para não englobar nos meus conselhos - porque precisa de peças para usar depois, valem-nos os botões, fechos ou decotes em V.

 

E foi precisamente vestidos com estes detalhes que incluí na minha pesquisa, cujo resultado partilho abaixo. Espero que vos seja útil!

 

Screen Shot 2017-12-03 at 23.31.49.png

Screen Shot 2017-12-03 at 23.52.09.png

Screen Shot 2017-12-04 at 00.23.34.png

1. Vestido Intropia (€325). 2. Vestido H&M (€59,99). 3. Vestido Intropia (€215). 4. Vestido H&M (€49,99). 5. Vestido Mango (€129,99). 6. Vestido La Redoute (€69,99). 7. Vestido Uterqüe (€229). 8. Vestido Zara (€99,95). 9. Vestido Zara (€39,95).

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

20
Nov17

Roupa de amamentação

Mónica Lice

sweaterd.jpg

 

Com a Laura, percebi que há roupas mais ou menos amigas da amamentação. Neste sentido, com (ainda) pouca experiência, há dois anos atrás, procurava usar apenas peças que me permitissem amamentar sem ter que me despir muito, para facilitar a tarefa e não passar muito frio.

 

Com a Emília, estou muito mais descontraída a este nível. Já não amamento apenas "por cima da roupa", fazendo-o por baixo, se assim tiver que ser. Por isso, e ao contrário do que acontecia antes, se me apetecer usar uma gola alta, uso, sem problema, mesmo que isso implique ter que levantar a camisola para a alimentar.

 

De todo o modo, não nego que há peças que realmente dão jeito nos dias mais frios do ano - e as camisolas com fecho são um desses bons exemplos. São quentinhas (e ideais para mim, que sou MUITO friorenta) e permitem, em poucos segundos, pô-la a mamar, sendo uma boa alternativa às camisas.

 

Esta camisola é um desses exemplos. Foi uma aquisição recente e, para além de ser mesmo quentinha, é prática e descontraída. Usei-a no sábado, num passeio em família, e apesar da luz do meio-dia não ter permitido umas grandes fotos, fica o look, para verem...

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

28
Set17

As vantagens da amamentação

Mónica Lice

Screen Shot 2017-09-27 at 23.11.47.png

Esta foto foi tirada há dois anos, com a Laura, no intervalo de um trabalho.

 

A semana passada, a propósito deste post, uma mãe disse-me que, enquanto blogger com várias leitoras e seguidoras, deveria referir as vantagens da amamentação.

 

Como lhe disse, em resposta direta, não o costumo fazer, porque não quero parecer fundamentalista (entendo e respeito a opção de cada mãe em relação a este assunto, da mesma forma que sei que há muita mãe que gostava de amamentar e, por alguma razão, não consegue). Para além disso, quando escrevo sobre o assunto, parto do pressuposto de que essas vantagens são, por demais, evidentes de todas as mães.

 

No entanto, refletindo um pouco sobre o tema, dou-me conta que ainda há muita gente com pouca informação, que aceita sem questionar o primeiro biberão de suplemento que a "bem-intencionada" enfermeira ou auxiliar lhe traz e assim começa a saga de que o leite é fraco, em pouca quantidade ou então secou...

 

Por isso, e na esperança de ajudar uma mãe ou futura mãe que seja com este post, aqui ficam aquelas que são, para mim, as principais vantagens da amamentação:

 

1. O leite materno possui todos os nutrientes necessários ao bebé - é, por isso, alimento mais do que suficiente para um bebé, nos seus primeiros meses de vida (devendo, idealmente, ser o alimento exclusivo nos primeiros 6 meses). Ah, e grande parte da sua composição é água, pelo que um bebé que mama nunca terá necessidade de beber água à parte - se tiver sede, um pouco de maminha é suficiente.

 

2. O leite materno está repleto de anticorpos que vão proteger a criança de possíveis infecções e outras doenças. Isso acontece mesmo que a mãe esteja constipada e a amamentar - o que só mostra que a natureza é mesmo maravilhosa e sabe o que faz!

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D