Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

16
Mar17

Manter o estilo na gravidez (16 dicas)

Mónica Lice

Captura de ecrã - 2017-03-13, 14.34.54.png

Imagem via HATCH.

 

Quando se engravida, tem-se a consciência de que o corpo vai mudar. Muitas vezes, pensamos apenas no crescimento da barriga - o que mais se nota - mas esquecemo-nos de uma série de outros aspectos e mudanças.

 

O corpo necessita de se preparar, não apenas para fazer crescer dentro de si outro ser vivo, alimentá-lo, protegê-lo e dar-lhe tudo o que é necessário, mas também para, nove meses depois, fazer nascer esse mesmo ser vivo, alargando e movimentando interiormente tudo o que é necessário para que a expulsão do bebé se possa dar naturalmente.

 

Ora isto implica MUITA mudança. E nem sempre a mulher está preparada para ver o seu corpo mudar tanto em tão pouco tempo, por muito que ame e deseje o seu bebé.

 

No meio deste crescimento, apercebe-se ainda que 80% a 90% do seu guarda-roupa não está, de todo, apropriado para fazer face a estas alterações, deixando de servir em poucos meses ou semanas.

 

Pessoalmente, quer na gravidez passada, quer nesta, tenho lidado bastante bem com as mudanças no corpo e adoro a minha barriga. Mas tenho consciência que, nestes 9 meses, comprar roupas ditas normais é praticamente impossível, porque, na maior parte das vezes, os modelos não me servem no número habitual (a não ser que sejam modelos naturalmente mais largos e oversize).

 

O que fazer então? Investir em roupa de grávida ou recorrer às camisas do marido? Comprar algumas peças ou fazer render o que tem e serve enquanto puder?

 

Aqui ficam as minhas respostas, em jeito de dicas, fruto da minha experiência passada e presente:

 

1. Vale a pena começar por fazer uma "viagem" pelo seu guarda-roupa, de forma a perceber o que serve e pode ser aproveitado nesta fase da sua vida. É provável que fique surpreendida com o número de peças que, afinal, servem e ficam bem.

 

2. Calças de grávida são fundamentais. Não há como fugir das mesmas, sobretudo agora que se usa tanta cintura alta, fazendo com que as calças e jeans ditos normais deixam de servir muito rapidamente. Por isso, não vale a pena fugir a esta compra, devendo comprar calças mais formais, caso necessite delas e jeans de gravidez. Não é preciso uma grande coleção, mas dois ou três modelos podem, de facto, dar jeito.

 

3. Na escolha das calças, tenha em conta qual o efeito pretendido. Assim, se desejar estilizar a figura, opte por calças mais escuras, que vão fazer com que pareça mais magra. Evite modelos com detalhes (rasgos ou jogos de cor na ganga), optando por calças no mesmo tom. O mesmo se aplica aos collants - caso os tenha que usar, os opacos pretos são do melhor para estilizar as pernas.

 

4. Calças de modelo mais justo são, em regra, mais elegantes. No entanto, tenha cuidado com os modelos ultra skinny - não são nada benéficos para a circulação e podem acabar por ser nocivos para si e para o seu corpo (podem até provocar infeções urinárias se acompanhados por roupa interior de outro material que não o algodão).

 

5. Nos pés, e para tornar as pernas mais longas, é boa ideia usar umas botas ou sapatos do mesmo tom (ou num tom aproximado) que as calças ou collants, criando uma linha na vertical homogénea, sem cortes.

 

6. Se quiser continuar a tirar partido das cores, experimente usar a mesma cor das calças na camisola e um casaco contrastante, por fora, usado aberto. Isso fará com que, por dentro, crie uma coluna vertical que dá logo a sensação de ser mais magra do que é na realidade, já que as curvas ficam atenuadas e disfarçadas.

 

7. Evite camisolas e camisas demasido largueironas. Na gravidez, podemos usar peças justas sem receios, por isso, é boa ideia usar peças que se ajustem bem à barriga, podendo ser específicas para gravidez ou não. Ah, e as riscas são super permitidas nesta fase, acabando por tornar, em regra, a barriga mais bonita (atrevo-me a dizer que é a única altura da vida da mulher que pode usar riscas sem receios.)

 

8. Evite também camisolas e tops demasiado curtos, que, agora, por causa da barriga, ficam modelo "crop".

 

9. Com o peito a crescer, os decotes em V e U são uma aposta mais segura, pois suavizam o look, mostrando um pouco de decote.

 

10. Evite cair na tentação de comprar roupa em coleções normais, mas 2 ou 3 números acima do seu tamanho normal. O mais provável é que as peças não lhe assentem muito bem, acabando por se revelar num mau investimento, que depois acabará por não usar. porque já não lhe servem, de todo.

 

11. Invista em roupa interior de qualidade - é fundamental, sobretudo porque o peito está a sofrer uma grande alteração e necessita do suporte adequado. Se estiver mais no final da gravidez, procure já soutiens de amamentação, que lhe darão muito jeito depois do nascimento.

 

12. Casacos cintados, que valorizem a cintura, acabam por tornar o visual mais elegante. Procure, sempre que possível, modelos que tapem a zona da anca ou que cheguem a ela.

 

13. Vestidos, vestidos, vestidos - são das melhores apostas, quer no inverno, quer no verão. Desde modelos mais fluidos aos mais justos, tipo tubo, as possibilidades são imensas. Ah, e se tiver vestidos que adora mas que, agora, lhe estão curtos, experimente usá-los sobre uns jeans.

 

14. Se tiver dificuldade em encontrar roupa que lhe assente bem, equacione fazer por medida. Escolha tecidos de qualidade, uma boa costureira, e consiga aquelas peças que mais ninguém vai ter igual.

 

15. Não pense que lá por serem apenas 9 meses, não tem mesmo que investir nada. Podem passar a correr, mas é fundamental que se sinta bem e bonita, mesmo que isso implique algum investimento.

 

16. Sapatos de qualidade são fundamentais, para que lhe assegurem um andar confortável ao longo do dia. No verão, privilegie materiais de qualidade, que não lhe aleijem os pés com a fricção do caminhar e o calor. Ah, e se tiverem solas a escorregar, compre antiderrapantes, que se colam às solas e que se encontram facilmente em várias sapatarias.

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

1 comentário

Comentar post

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D