Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

13
Mar17

Enxoval de bebé - os imprescindíveis

Mónica Lice

Captura de ecrã - 2017-03-13, 10.21.16.png

 

Na gravidez da Laura, e como qualquer mãe de primeira viagem, estava um pouco perdida no que ao enxoval diz respeito. Com medo de me faltar alguma coisa, que se revelasse essencial quando a bebé nascesse, dei por mim a fazer uma série de aquisições, algumas das quais mal saíram das caixas, por não terem sido sequer usadas...

 

Neste gravidez, e à espera de outra menina, estou muito mais tranquila. Como guardei tudo da Laura - roupinhas incluídas - ainda não comprei nada. Acreditam?

 

Estou, no entanto, a pensar comprar aquelas que serão as primeiras roupinhas para a maternidade e para os seus primeiros dias. Tudo bem simples e prático - nada de ideias rebuscadas de cueiros, rendinhas e lacinhos, muito bonitos para a foto, mas, na realidade, nada práticos ou confortáveis para a bebé.

 

Como sei que há muitas mães de primeira viagem desse lado, um pouco perdidas como eu estava, no início, deixo-vos aqueles itens que foram, para mim, realmente imprescindíveis nos primeiros tempos (mães mais experientes desse lado, sintam-se à vontade para acrescentar mais coisas):

 

1. Berço

Já aqui escrevi que me tornei adepta do co-sleeping. Não coloquei a bebé na nossa cama, mas arranjei um berço (este, da Micuna, que adquiri no El Corte Inglés) que permitiu que ela dormisse ao meu lado, literalmente, como se o seu berço fosse uma extensão da nossa cama.

Quer para amamentar, quer por qualquer outra razão, tê-la a dormir ao meu lado, enquanto foi possível (o mesmo é dizer, enquanto coube no berço) foi das melhores coisas que nos podia ter acontecido.

Por isso, aconselho vivamente a todas as grávidas que arranjem um berço destes, que vos servirá para os primeiros meses, e, sem dúvida, será muito benéfico para todos.

No meu caso, nunca comprei nem senti necessidade de ter uma alcofa, até porque o berço da Micuna tem rodinhas e chegou a circular pela casa nos primeiros tempos.

 

2. Um móvel e uma almofada muda-fraldas

Para muitas mães, este pode não ser um móvel extremamente necessário, porque é possível mudar a fralda em qualquer superfície, inclusivamente em cima da cama.

No meu caso, ter arranjado um móvel muda-fraldas para colocar no nosso quarto, onde ela dormiu os primeiros tempos, deu muito jeito, porque permitiu organizar tudo o que era necessário para esta tarefa e, ao mesmo tempo, agilizar o processo, que depois se torna quase mecânico, da muda das fraldas.

No meu caso, adquiri um móvel do IKEA e este conjunto de cestos de arrumação, que dão um jeitão para a colocação dos produtos de higiene, roupa suja e água (as toalhitas estão reservadas apenas para as saídas).

 

3. Um recipiente para as fraldas sujas

Mais um ítem que pode parecer, à primeira vista, supérfluo, mas, na minha opinião, é da mais extrema importância, pois permite armazenar as fraldas sujas sem deixar que o cheiro se instale na divisão, o que dá mesmo muito jeito!

 

4. Um ovo

Como sabem, não é possível sair com a bebé do hospital de carro sem o ovo, que permitirá transportá-la com total segurança.

Por isso, mais do que o carrinho, o ovo é o primeiro equipamento de grande porte a fazer falta e a ser usado pelo bebé.

No meu caso, escolhi o ovinho Pebble Plus da Bébé Confort. Para além disso, optamos por colocar no carro uma base 2 WayFix, da mesma marca, que oferece o sistema de instalação ISOFIX, seguro e muito cómodo de colocar e tirar o ovo (o que dá muito mais segurança ao mesmo).

 

5. O carrinho

Nos primeiros tempos, confesso que andei mais com a Laura à minha frente, num pano e, depois, num marsúpio, do que no carrinho. No entanto, reconheço que um carrinho pode dar jeito e, por isso, senti-me mais descansada depois de ter um em casa.

Escolhi o Quinny Moodd não apenas pelo design, mas também pelo facto de ser muito estável (os pneus proporcionam um andar bem tranquilo) e muito fácil de abrir e fechar.

Ah, e o facto de o ovinho da Bébé Confort encaixar neste ovo foi, obviamente, fundamental para a escolha, já que, nos primeiros passeios, usamos sempre o ovo, de forma à bebé ficar mais aconchegada.

Para além do carrinho, acho que um pano, sling ou um marsúpio podem ser, realmente, úteis. No meu caso, foram fundamentais, pois tornei-me adepta do babywearing (que significa, em traços rápidos, transportar os bebés junto de nós) e só não o faço ainda porque estou grávida.

Mas estas aquisições podem ser feitas depois do parto, incluindo já com o bebé, de modo a testar, pessoalmente, uma destas peças com o bebé dentro, de modo a perceber o que é melhor para si e para ele.

 

6. Essenciais para a higiene do bebé

Também aqui não é preciso complicar - mas há itens essenciais que convém ter antes do bebé nascer: um produto de limpeza para o banho, um hidratante, um creme muda-fraldas, corta-unhas e limas de cartão (nascem com as unhas grandes), banheira (e toalhas), escova e pente, compressas, soro fisiológico, termómetro, aspirador nasal, álcool 70º para limpar o cordão umbilical.

 

7. Fraldas

Convém ter algumas, de tamanho pequeno, para os primeiros dias. Não compre muitas, nem se ponha a aproveitar aquelas campanhas de bebé para se encher das mesmas. Imagine que o seu bebé cria algum tipo de reação às mesmas? É dinheiro atirado ao ar. Por isso, mais vale comprar pouco e depois renovar o stock, tendo a certeza de adquirir o modelo certo, e no tamanho mais adequado.

 

8. Almofada de amamentação

Quer venha a amamentar ou não, estas almofadas são imenso jeito na altura da alimentação do bebé, porque o posiciona corretamente, tornando a tarefa mais fácil e agradável para todos.

 

Não falei das roupinhas, porque o meu intuito era aqui referir mais outro tipo de itens, mas é claro que aquelas são fundamentais. Vou tentar dedicar-lhes um post específico, contando um pouco da minha experiência.

Para além das roupas, discos de amamentação, soutiens de amamentação, chuchas e biberões podem ser necessários, mas, por exemplo, se amamentar, é possível que o seu bebé não use chucha nem biberão, por isso nada de grandes compras, a este nível, antes do parto, sem saber o que o futuro vos reserva.

Outras coisas que podem dar jeito nos primeiros tempos são, por exemplo, uma luz de presença e um móbil para o berço (que pode ter luz integrada e música).

 

Tudo o resto pode ser adquirido depois, sem stress, consoante vir que é realmente necessário.

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

2 comentários

Comentar post

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D