Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

28
Jan16

Co-sleeping e "as noites"

Mónica Lice

Uma das perguntas que mais me fazem, desde que a filhota nasceu, é, invariavelmente, "E as noites? Como são as noites?".

 

Ora eu sempre fui uma rapariga que gosta de dormir bem. Nunca fui de me levantar muito tarde ou de dormir até ao meio dia, aos fins de semana, mas sempre apreciei as minhas noites de sono sem interrupções, durante 7 a 8 horas. 

 

Por isso mesmo, quando, durante a gravidez, me falavam da importância de amamentar de noite e de fazê-lo com frequência, arregalava os olhos e pedia secretamente que a filhota dormisse quase toda a noite e não tivessemos que passar por esta fase.

 

Numa desses vezes, houve uma afirmação que ainda hoje recordo, já que me ficou gravada - e que foi proferida pela Constança, do Centro do Bebé, no Workshop que fez sobre amamentação. Dizia ela que esta comprovado que as mulheres que amamentam acabam por dormir melhor do que as que não amamentam (mas que têm que acordar, pelo menos uma vez, para dar biberão).

 

Essa afirmação de certa forma confortou-me. Desejando eu dar de mamar, podia ser que conseguisse, realmente, descansar, como ela dizia ser possível, graças às hormonas que atuam na amamentação, e que relaxam bebé e mãe.

 

Posto isto, nasce a bebé e toca de a deitar no berço, que está estrategicamente colado à nossa cama, para permitir o co-sleeping.

 

Nos primentos tempos, com um receio infundado de a cama se afastar, não retirei a lateral na totalidade, baixando-a apenas. Erro crasso. Sempre que tinha de a alimentar durante a noite, tinha de a levantar e por muito pouco ou leve que fosse o movimento, era o suficiente para a acordar.

 

Nesta altura, por medo e falta de prática, ainda amamentava sentada. E o movimento era sempre grande, por muito que o tentasse evitar... Conclusão? Despertava com muita facilidade e, numa das noites, chegou a ficar quase 3 horas de olho bem aberto - ela e eu, que a tentava embalar, sem sucesso... Isto para não falar das dores nas costas das primeiras semanas.

 

Depois de nova conversa com a Constança, mudei de estratégia e assumi na plenitude o co-sleeping. Assim, acabou-se a lateral e o berço passou a ser uma extensão da nossa cama, passando ela a ficar ao meu nível e muito, muito, pertinho de mim. Para além disso, comecei a amamentar deitada. 

 

Isso mudou tudo! Agora, quando acorda e quer mamar durante a noite, basta arrastá-la cuidadosamente para mim e tudo se faz sem esforço. Ela adormece na hora e eu, muitas vezes, também.

 

Assim, e voltando à pergunta inicial - "E as noites? Como são as noites?", respondo que as noites correm bem. Que, apesar de acordar com frequência, acabo por nunca despertar na totalidade e, por isso, consigo descansar o suficiente para, no dia seguinte, estar bem disposta, e com a sensação de ter dormido bem.

 

E assim tem sido, desde há seis meses. O co-sleeping tem funcionado connosco e tem proporcionado um processo de amamentação sem esforços ou sacrificios.

 

Mas continuo a acreditar que cabe a cada mãe avaliar o que melhor funciona consigo e perceber, desta forma, qual o caminho a adotar...

 

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

8 comentários

Comentar post

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D