Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

15
Mar09

ModaLisboa | Estoril heartcore (3.º dia)

Mónica Lice
  • Ontem foi o 3.º dia de ModaLisboa: muitos desfiles, muitas correrias, muita roupa e criatividade desfilaram ontem neste grande evento da moda portuguesa.
  • Assim, pouco passava das 15 horas, quando as roupas de Sara Lamúrias, através da marca Aforest Design, davam início a mais uma maratona de moda (seria o 9.º desfile do evento). Object Oriented era o tema da colecção: peças práticas e descontraídas, em malhas tricotadas, fazendas e fios de lã ilustrada, numa conjugação de tons neutros com outros, mais coloridos.
  • Do que vi, gostei - não sendo uma pessoa que ande normalmente de ténis ou calças de fato de treino, apreciei as camisolas tricotadas e os casacos com mochilas incorporadas. E era ver as manequins, super confortáveis, a sorrir antes do desfile, sem imaginarem os saltos que teriam que usar nos desfiles seguintes...

  • O 10.º desfile do evento, e o 2.º do dia, foi da autoria de Lara Torres: a Anatomia do Vestuário era o seu conceito, e as peças criaram uma silhueta com a qual me identifiquei: saias abaixo do joelho, e de corte evasé, casacos estruturados, cinturas marcadas e ombros em evidência, muito preto, foram algumas das tendências que mais se notaram.
  • Uma mulher glamorosa, elegante, mas discreta e reservada, talvez seja esta a mulher Lara Torres, que gosta da moda, mas não é fashion victim.

  • Depois das 17h, teve lugar o 3.º desfile da tarde, e o 11.º do ModaLisboa: os White Tent (uma dupla de jovens criadores) deram cartas, através de uma colecção que partiu da análise das texturas das armaduras medievais, usando malha metálica em tricot e tecidos metalizados: o resultado foi coeso, e marcou pela positiva, demonstrando que esta dupla ainda terá muito a dizer na moda portuguesa.

  • O 4.º desfile da quase noite de sábado foi para "a rua" pelas mãos de Ricardo Preto. A sua colecção teve como ponto de partida os anos 40, lado a lado com o mundo actual e vibrante. Desta forma, a figura feminina é o ponto de partida para tudo, inclusivamente para a colecção masculina, já que o parceiro daquela mulher é ou deverá ser alguém que, não prescindindo da sua masculinidade, deve ser um homem responsável.
  • Infelizmente, não vi este desfile como gostaria, e foi pena pois, pelo que consegui espreitar, as cores, os cortes, e, no fundo, toda a silhueta feminina estava perfeitamente construída. Paralelamente, destaco também algumas malhas, vestidos e padrões.

  • O 5.º desfile começou já era noite, e foi da responsabilidade de Ricardo Dourado: um jovem simpático, que foi buscar inspiração à realidade dos Anos 30, marcada pela crise na Bolsa de Nova Iorque, que tornou a mulher bem mais pragmática, no que à moda diz respeito.
  • A sua colecção destaca-se pelos vestidos com aplicações em renda (verdadeiramente deslumbrantes) e pelos cortes inesperados, que resultaram lindamente, num efeito sofisticado e hiper feminino! Parabéns Ricardo, e continua - estou certa que este jovem de 28 anos será um grande senhor da moda portuguesa.

  • Já passavam das 20 horas quando Nuno Baltazar apresentou La Bohéme: uma colecção cuja temática me fascinou, enquanto açoriana que sou. E porque, perguntam vocês? Porque partiu da vida da marquesa Jácome Correia, de nome Margarida Victória (o grande amor de Victorino Nemésio), uma senhora que marcou a sua época, e que viveu na ilha de S. Miguel, em Lisboa e em Paris. Em cada um destes locais, a sua roupa era diversa, e essa evolução foi sendo plasmada na colecção de Nuno Baltazar.
  • Vestidos compridos, cores vibrantes, ombros em evidência, sapatos sofisticados (com a sola em vermelho) são apenas algumas das marcas desta colecção, que me fez desejar ter algumas das suas peças.

  • O dia terminou com Luís Buchinho - este foi, quanto a mim, O desfile da noite, e, possivelmente, um dos desfiles de toda esta edição Moda Lisboa. Fui uma felizarda por ter ajudado nos bastidores deste desfile em concreto - no mesmo foram apresentadas 2 colecções: a de Luís Bichinho, e a Jotex by Luís Buchinho.
  • As duas linhas apareceram mescladas no desfile, cuja sala estava esgotada, tal o interesse que este criador suscita. E eu adorei praticamente tudo: desde as malhas Jotex, 100% tricotadas, e que, ao toque, me pareceram super quentinhas e confortáveis, passando pelos sapatos (meu objecto de desejo nos próximos tempos) e botins, até aos casacos estruturados, em que os ombros são, mais uma vez, colocados em destaque.
  • Este senhor é, definitivamente, um dos grandes nomes da moda actual portuguesa, ao qual tenho de me dobrar, perante tamanho talento. Parabéns!

Mais fotos em breve.
Créditos das fotos: Rui Vasco/ModaLisboa

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D