Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

29
Jan09

Epilação com luz pulsada! (dicas da mini-saia)

Mónica Lice
  • Foi neste post que a discussão foi instalada, e algumas leitoras fizeram referência à epilação por luz pulsada (deve dizer-se epilação e não depilação, uma vez que os pêlos são destruídos pela raiz).
  • O que dizer desta técnica, que se assume actualmente como a alternativa à depilação a laser?
  • Ainda não existe verdadeiro consenso sobre as diferenças efectivas que existem entre o laser e a epilação por luz pulsada, em termos de resultados. Existem defensores do laser, que argumentam que a luz pulsada vai apenas diminuir a quantidade do pêlo, enquanto que outros defendem que tem os mesmos efeitos que o laser, e até vantagens, no que ao tratamento diz respeito.
  • A verdade também é que cada experiência é diferente, porque nenhuma de nós é igual e, consequentemente, também não o é o nosso tipo de pêlo - pelo que é normal que, para certas pessoas, o laser seja mais eficaz e, para outras, seja a luz pulsada a melhor técnica.
  • Analisando agora o método em si, a luz pulsada começou por ser usada para melhorar o aspecto da pele, já que a luz que é emitida provoca a produção de colagénio, fazendo com que a pele regenere rapidamente.
  • Nesse altura, notou-se que a mesma luz actuava também sobre os pêlos e o seu crescimento, pelo que a técnica passou a ser usada para efeitos depilatórios. Assim, a depilação por luz pulsada é uma tecnologia mais recente que o laser, que só em 2000 foi aprovada pelo FDA.
  • A mesmo actua através de pulsos ou disparos, com um manípulo que é colocado sobre a zona a tratar. Ao contrário da luz laser, que só deve actuar no pêlo, a luz pulsada actua sobre a pele, com outro tipo de onda, e destroi o pêlo pela raiz, daí que, o que faz verdadeiramente, é epilação (e não depilação, como normalmente se pensa e diz).
  • Uma grande vantagem da luz pulsada é ser um método que, em termos de aplicação, é muito mais rápido que o laser - se a área for pequena, como o mento, por exemplo, em 5 minutos estão dados os disparos necessários em toda a área a tratar.
  • Outra vantagem é a dor, quase inexistente, provocada por este tratamento, sobretudo em comparação com o laser. No entanto, existem obviamente zonas mais sensíveis do que outras no nosso corpo, como pode ver aqui, e, dependendo do sítio, a dor ou o desconforto pode ser maior ou menor.
  • Paralelamente, a luz pulsada é indicada mesmo para peles escuras, e é um método mais seguro no que diz respeito a a queimaduras e a hiper ou hipopigmentação da pele.
  • Antes do tratamento, é fundamental fazer-se um teste de eficácia e sensibilidade em cada área, que permite definir a energia que deve ser utilizada em cada sessão. Por outro lado, é necessário utilizar óculos de protecção durante o tratamento.
  • Tal como acontece com o laser, a luz pulsada não deve ser aplicada em grávidas, pessoas que utilizem medicamentos que alterem a sua foto sensibilidade, por pessoas diabéticas, com infecções cutâneas, ou então que tenham próteses metálicas ou pacemakers.
  • Antes de se decidir avançar, escolha um local de segurança, que ofereça pessoal qualificado e idóneo nesta técnica. Este é um investimento que vale a pena, apesar do preço, pouco convidativo, da maior parte dos locais onde este método se pratica - pois quem de nós não sonha em livrar-se, de vez, de todos os pelinhos indesejáveis?
  • Para as interessadas em conhecer um pouco mais desta técnica, aqui fica a dica: o Acqua Lisboa City SPA está a oferecer uma campanha de 50% de desconto em packs de 5 ou mais sessões. Para mais informações sobre os preços praticados pelo Spa, clique aqui, ou entre em contacto com este espaço.
  • E porque todas temos a ganhar com a partilha, a mini-saia convida as leitoras a partilharem aqui as suas opiniões e possível experiência com técnica da luz pulsada e, obviamente também, com o laser.

Pode ler mais sobre a técnica aqui, aqui e ali.

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

44 comentários

Comentar post

Pág. 1/5

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D