Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mini-saia

O blog de Mónica Lice.

30
Abr12

Willis Bag da Coach

Mónica Lice

Conheço as malas da Coach desde a minha primeira viagem aos Estados Unidos - lembro-me de ver muitas norte-americanas com as malas com o célebre padrão e foi, por isso, que adorei a notícia da sua vinda para Portugal (para as mais distraídas, a marca vende-se no El Corte Inglés).

 

Hoje, mais do que nunca, a Coach está na moda e, apesar da sua idade (nasceu em 1941, num pequeno loft localizado no distrito têxtil de Manhattan, na cidade de Nova York), continua a produzir malas e carteiras que não deixam ninguém indiferente.

 

 

Um bom exemplo disso é a nova Willis Bag, uma mala com 70 anos de vida e de história, que rapidamente se tornou um sucesso de vendas da Coach, quer pelo seu tamanho, quer pela sua versatilidade.

 

A primeira Willis foi desenhada em 1941, data em que a marca nasceu. Na época, destacou-se, não apenas pelo design, mas sobretudo pelo material: uma pele praticamente indestrutível, inspirada nas luvas de basebol que se usavam na época. 

 

Rapidamente os consumidores, principalmente donas de casa da classe média americana, aprovaram estas novas malas, pelo seu design, pela sua qualidade e, sobretudo, pela sua durabilidade.

De lá para cá, a Willis Bag foi-se transformando, ganhando novas formas, menos arredondadas, e ganhando também outros detalhes, como uma etiqueta em pele (em 1958), um fecho metálico - o Turnlock, inspirado nos trincos das capotas dos carros (em 1962) e uma aba (em 1969).

 

A robustez da mala foi sempre incrementada. E, para tal, contribuíu, em muito, The Trigger Snap - a Mola, incorporada em 78, e forte o suficiente para suportar o peso de uma carteira cheia. Já mais tarde, em 91, é usada pela primeira vez a cavilha (dowel), que permite que uma carteira suporte bastante peso sem ceder. 

Agora, e incorporados todos os detalhes, que tornaram a Willis uma das malas da Coach mais vendida de sempre, é lançada a nova Willis Bag, em pele suave, com cantos arredondados, numa edição limitada e bem atual, com cores lindas de morrer.

 

A Willis Bag Vermillion - um vermelho, com toques corais, que mostro abaixo, é a minha preferida e será a minha companhia nos próximos tempos! 

 

E porque estou apaixonada pela mesma, nos próximos dias contem com uma nova rubrica - "O que está dentro da minha Willis da Coach", com muitas fotos à mistura.

Acompanhe também as novidades no Facebook e no Instagram (@monicalice).

4 comentários

Comentar post

Sigam-me

No facebook

Escrevam-me:

Captura de ecrã - 2016-02-17, 12.17.17.png

aminisaia@gmail.com

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D